sábado, 31 de julho de 2010

Oposição

Espera-me a estrada vazia
Desprovida de paisagem
Espera-me a avenida fria
Onde a cultura não passa de miragem

Onde foram parar os poetas?
Que é feito dos artistas?
Porque embarcou a arte em dietas?
Para quê a humilhação nas revistas?
Parem!

Valorizem faculdades poéticas
Não deixem morrer as belas-artes
Amparem-se nas velhas éticas
Não matem a cultura de enfartes!

A poesia do rouxinol
A harmonia do som do mar
A leveza de um caracol
Versos apaixonados ao luar
O amparo de um farol
As asas que impulsionam a voar
O brilho ofuscante do sol
A vivacidade do verbo amar
Agarrem-nos e continuem a sonhar!

Ninguém precisa da guerra
Nem da exterminação de raças
Todos precisamos do planeta Terra
Livre e solto de ameaças!

Chega de aquecimento global
De poluição e armas destrutivas
Chega de consentimento geral
De ordens trazidas por missivas!

Vamos forçar a instrução
Ensinar o povo inculto
Palavrear a nossa frustração
Dar azo a um novo tumulto
Vamos?
Vamos!
Vamos actuar em repugnância
Lutar formando uma aliança
Unirmo-nos acabando com a ganância
Ver o mundo pelos olhos de uma criança
Vamos viver recorrendo à inocência da nossa infância!
Vamos?
Vamos
Porque, para já, ainda há esperança!

14 comentários:

  1. "Versos apaixonados ao luar
    O amparo de um farol
    As asas que impulsionam a voar
    O brilho ofuscante do sol
    A vivacidade do verbo amar
    Agarrem-nos e continuem a sonhar!"

    perfeito *.*

    ouve a versão dela e dá-me a tua opiniao :p

    ResponderEliminar
  2. Wow ! Adoro mesmo este blog (:

    oh, muito obrigada :$

    ResponderEliminar
  3. é uma voz poderosa mas de longe a versão original é a melhor :b
    nada ;)

    ResponderEliminar
  4. Muito bom mesmo...:) continua...vou seguir ;)

    ResponderEliminar
  5. obrigado $:
    quanto tiver um tempinho vou dar uma olhadela no teu blog (:

    ResponderEliminar
  6. oh, obrigada. também estou a seguir :)

    ResponderEliminar
  7. sim, disse e farei...gosto de ler bons textos e bons poemas...;)

    ResponderEliminar
  8. eu também gosto muito da palavra catraia. é o meu pseudónimo :)

    ResponderEliminar
  9. Eu hei-de cair eternamente no abismo emocional. Nunca hei-de aprender. Mas não por burrice, por fazer parte de mim *

    ResponderEliminar